Skip to content

Dia de Confraternização de beisebol gaúcho; praticantes do esporte divertiram-se

08/12/2009

Gravataí/RS – No domingo, dia 6 de dezembro, praticantes de beisebol do estado reuniram-se para um grande evento tipo “All-Star Break”. Com o propósito de diversão e confraternização entre os jogadores dos vários times, foi programado um jogo com times misturados, um churrasco, e um serie de competições de habilitação. Na curta história de beisebol organizado no estado, foi o primeiro evento que reuniram os times gaúchos fora da disputa de um campeonato ou torneio.

Abertura do Dia de Confraternização com jogadores de Chimangos, Seinenkai, Cerâmica e Farrapos.

Jogadores de Farrapos (Porto Alegre), Cerâmica (Gravataí), Seinenkai (Porto Alegre), e o novo time Chimangos (Porto Alegre) participarem nesta primeira edição do evento que a comissão da Liga Gaúcho de Beisebol planeja fazer anualmente com esperança da presença também dos times do interior do estado no futuro. O Cerâmica foi o mandante do evento realizado no Campo Esportivo da Associação dos Funcionários do Grupo Digicon no Distrito Industrial de Gravataí, e as atividades foram planejadas e coordenadas pelo Douglas, capitão do Farrapos, e Chris, um dos dirigentes do Cerâmica.

A programação cheia começou um pouco antes das 10:00h com o jogo confraterno que continuou até a hora de almoço. Neste dia o placar importou pouco; que valeu foi a diversão conjunto com outros praticantes deste esporte pouco conhecido. Os jogadores tiveram um pouco mais de uma hora para descansar e “recarregar” com um churrasco delicioso. A tarde constou dos desafios de habilitação em que varias competições relacionadas à prática do esporte foram disputadas entre jogadores selecionados. Talvez a parte do dia mais interessante e antecipado, os desafios compuseram-se de o mais “Home Runs” (rebatidas longas e foras do campo nos fundo), o arremesso mais rápido, a corrida das bases mais rápida, e o melhor lançamento dos fundos do campo ao “home plate”.

Chris (Cerâmica), campeão de Home Run

No 1ª fase do “Home Run Derby”, doze jogadores tiveram dez “swings” para rebater tantos home runs que pudessem, com os três melhores qualificando-se para a fase decisiva. Sendo longe de ser profissionais, foi marcada uma distância amadora no campo para home runs de um ponto variando de 230 pés (70 m) nas linhas laterais a 280 pés (85 m) no centro do campo. A cerca mais funda representou um home run tipo “profi” que valeu três pontos, mas ninguém a atingiu. O Chris do Cerâmica e o Alex e o Douglas do Farrapos foram as finalistas e dados mais dez “swings”. O Chris começou por mandar quatro bolas fora, deixando os outros dois sob a pressão de igualar. Quando nenhum deles conseguiu, o Chris ficou o campeão inaugural de Home Run. O último home run dele também foi citado o mais longe, passando 90 metros em vôo. O Douglas, com um home run na 2ª fase, foi vice-campeão.

No próximo desafio, tudo mundo teve oportunidade lançar três bolas em busca do arremesso mais rápido. Da placa de arremessador, a bola foi lançada 60,5 pés (18,44 m) ao home plate com sua velocidade medida por radar portátil. Mais que vinte jogadores participaram lançando com velocidades de 45 a 72 mph (milhas por hora), ou sejam de 72 a 116 km/h. O lançamento mais rápido vem do braço do Douglas que venceu seu colega do Farrapos, o Dentinho por 2 mph (3 km/h). O Douglas também registrou a maior média dos três lançamentos: 69,3 mph (112 km/h).

Leandro (Cerâmcia), o mais rápido

A corrida das bases consistiu de três etapas: (i) de 1ª base a 2ª base – 90 pés (27,4 m), (ii) de 1ª base a 3ª base – 2 x 90 pés (2 x 27,4 m), e (iii) a volta completa das bases, ou seja do home plate ao home plate pelas 1ª, 2ª, e 3ª bases – 4 x 90 pés (4 x 27,4 m). Os oito participantes fizeram cada etapa duas vezes tentando completá-las no menor tempo. O corredor mais rápido foi o Leandro do Cerâmica que teve o menor tempo acumulativo (27,92 s) das três etapas, sendo o mais rápido em dois das três etapas, somente o Gerson do Chimangos impedindo a limpeza total do Leandro com o melhor tempo de 1ª a 2ª base.

Por última foi a disputa para o melhor lançamento dos fundos para o “home plate.” Nove jogadores foram a uma distância de 75 m do home plate. No sinal, eles tiveram até 10 m para correr e lançar a bola para seu receptor que ficou esperando para pegar a bola e pisar no home plate, o qual encerra o relógio que começou no sinal. Depois três tentativas para cada um, o melhor lançamento pertenceu o Dentinho do Farrapos com um tempo de 6,09 segundos. O tempo mais próximo foi 6,65 segundos registrado pelo Chris do Cerâmica.

O evento fechou com a apresentação dos prêmios aos vencedores na forma de certificações. Cada prêmio leva o nome de uma figura histórica de beisebol tais como o Nolan Ryan conhecido para o arremesso mais rápido de história e o Sadaharu Ho que tem o recorde mundial para o mais home runs numa carreira profissional de primeira divisão. Confira a lista completa dos desafios (com descrições e regulamentos), dos prêmios (com homenagens breves a suas xarás) e dos vencedores de 2009.

Confira: Resultados e Fotos dos Desafios de Habilitação 2009
              Fotos do Jogo Confraterno

Anúncios
2 comentários leave one →
  1. Ygor - Farrapos B.C. permalink
    16/12/2009 07:07

    Muito legal…
    Parabéns pelo empenho no site, a divulgação do beisebol só vai fazer ele crescer no RS.
    Grande Abraço!

Trackbacks

  1. Todas as fotos de 2009 agora na galeria « Cerâmica Beisebol

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

%d bloggers like this: